Jovem Presidente da Junta

Jovem Presidente de Junta é um projeto de participação pública que pretende motivar e desenvolver, nos jovens, competências para o exercício de uma cidadania ativa e responsável, valorizando a sua participação informada na defesa dos seus direitos e na assunção dos seus deveres de cidadão. Este projeto pretende ainda sensibilizar os jovens para as questões do poder local, designadamente no âmbito das atribuições e competências da administração local e do funcionamento dos respetivos órgãos; incentivar o interesse dos jovens pela participação cívica na definição das políticas de freguesia mais diretamente relacionada com a juventude; realçar a importância do contributo dos jovens para a resolução de problemas de âmbito local, dando-lhes voz junto dos órgãos da freguesia; preparar com os jovens a elaboração, apresentação, discussão e processo de votação de propostas de recomendação aos órgãos da freguesia; preparar os jovens para o debate e a discussão de ideias entre pares, mobilizando as suas capacidades de argumentação, respeito pelos valores da sã convivência democrática e da formação das decisões da maioria; aproximar os jovens dos eleitos locais. Este concurso é uma proposta de democracia participativa que pretende envolver os jovens de Meirinhas na gestão da freguesia, possibilitando que o Presidente da Junta Jovem possa gerir um orçamento e planificar atividades dedicados à juventude. Esta iniciativa que já está na segunda edição, conta com o apoio do Colégio João de Barros que dinamiza este projeto em conjunto com a Junta de Freguesia de Meirinhas.

ODS Local – Boa Prática Reconhecida

https://odslocal.pt/projetos/jovem-presidente-da-junta-927

O Programa JOVEM PRESIDENTE DA JUNTA é reconhecido como uma boa prática, constando da lista de boas práticas da plataforma ODS LOCAL

A Plataforma ODSlocal, assente numa mobilização abrangente e intensa de decisores e técnicos municipais, agentes locais e cidadãos em relação aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pelas Nações Unidas na Agenda 2030, visa criar um movimento nacional ODSlocal a que os Municípios queiram aderir, mobilizando os restantes atores públicos e da sociedade civil de forma exponencial e contagiante.

Envolvendo como parceiros o CNADS (Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável), o OBSERVA (Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Lisboa), o MARE (Universidade Nova de Lisboa) e a 2adapt, esta iniciativa apoia-se num portal online dinâmico que permite visualizar e monitorizar os contributos e progressos de cada Município em relação aos ODS, com um rigoroso controlo de qualidade da informação e um intenso envolvimento de atores e respetiva capacitação, a par de uma forte aposta numa estratégia de comunicação.

Galeria de Presidentes

Laura Mota, 2019-2021

Inês Silva, 2022-2023